“007: Sem Tempo Para Morrer” é a melhor abertura de fim-de-semana desde a pandemia

por Comunidade Cultura e Arte,    4 Outubro, 2021
“007: Sem Tempo Para Morrer” é a melhor abertura de fim-de-semana desde a pandemia
“007: Sem Tempo Para Morrer” / Fotografia de Nicola Dove – DANJAQ, LLC e MGM
PUB

“007: Sem Tempo Para Morrer” é a melhor abertura de fim-de-semana desde a pandemia, ultrapassando filmes como “Velocidade Furiosa 9”. Entre quinta-feira (30 de setembro), dia de estreia, e domingo (3 de outubro), o 25º filme da saga de James Bond já foi visto por 117 064 espectadores nas salas de cinema nacionais, com uma receita bruta de 729 110€.

Os espectadores que forem assistir ao filme nos Cinemas NOS Colombo terão ainda oportunidade de assistir à exposição de fotografias exclusivas deste novo filme, o último com Daniel Craig no papel de James Bond. Esta exposição estará patente nos Cinemas NOS até amanhã, 5 de outubro. No piso 0 do Centro Colombo (Praça Trópico de Câncer), e até 10 de outubro, estará em exposição o Aston Martin e a Triumph, réplicas do carro e da mota usados no filme. 

Realizado por Cary Joji Fukunaga, “007: Sem Tempo Para Morrer” conta com Daniel Craig a assumir, pela 5ª e última vez, o papel de James Bond. A nova e empolgante aventura do maior agente secreto do cinema conta com um novo vilão – Lyutsifer Safin – interpretado por Rami Malek (Óscar de Melhor Ator em “Bohemian Rhapsody”). Safin pretende vingança e é o adversário temido por James Bond nesta nova missão. O objetivo de Rami Malek na construção do personagem foi mostrar alguém perturbador, mas que se vê como um herói. Para o realizador, “o que Safin faz e está disposto a fazer, tornam-no num personagem assustador”, afirma.

O elenco integra ainda a atriz cubana Ana de Armas (“Blade Runner” (2017)), Léa Seydoux (“007 Spectre”), Lashana Lynch (“Captain Marvel”), Ralph Fiennes no papel de “M” e ainda, Ben Whishaw, Naomie Harris, Jeffrey Wright ou Christoph Waltz, que regressa ao personagem Blofeld de “007 Spectre”. Neal Purvis e Robert Wade voltam a assinar o argumento em colaboração com Cary Joji Fukunaga e Phoebe Waller-Bridge.

A banda sonora do filme, com música de Hans Zimmer, inclui o tema original “No Time To Die”, de Billie Eilish, artista vencedora de cinco Grammys, composto em parceria com o seu irmão, o músico FINNEAS. Eilish, de 19 anos, é oficialmente a mais jovem artista a escrever e gravar uma canção para um filme da saga Bond, e junta-se a uma lista incrível de cantores, entre eles Shirley Bassey, Madonna, Adele e Sam Smith, que foram escolhidos para terem a honra de dar voz ao tema de Bond.

Em “007: Sem Tempo Para Morrer” James Bond deixou o serviço ativo e está a desfrutar de uma vida tranquila na Jamaica. Mas a sua paz termina rapidamente quando o seu velho amigo Felix Leiter, da CIA aparece com um pedido de ajuda. A missão de resgatar um cientista raptado acaba por ser bastante mais traiçoeira do que o esperado, o que leva Bond a perseguir um misterioso vilão, armado com uma nova tecnologia perigosa.

Produzido pela Eon Productions de Albert R. Broccoli, em parceria com a Metro Goldwyn Mayer Studios, “007: Sem Tempo Para Morrer” marca o regresso de Daniel Craig ao papel de James Bond 007, naquela que será, também, a sua última interpretação do agente secreto, depois de “Casino Royale” (2006), “Quantum of Solace” (2008), “Skyfall” (2012) e “Spectre” (2015).

James Bond é o mais antigo e um dos mais bem-sucedidos franchises de todos os tempos. “007: Sem Tempo Para Morrer” estreou dia 30 de setembro, nas salas de cinema Portuguesas.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados