#1 Essenciais da TV – O Tal Canal (1983-1984)

por João Braga,    31 Dezembro, 2017
#1 Essenciais da TV – O Tal Canal (1983-1984)

Se estás a ler isto é porque chegaste ao “Essenciais da TV”– uma nova rubrica da CCA para quem quer descobrir um pouco mais sobre televisão. Com temáticas menos generalizadas, por vezes menos actuais mas igualmente relevantes. Com tudo isto, é normal que por aqui encontres – e temos mesmo de te avisar – mais texto. Bem-vindo ao “Essenciais da TV”.

O Tal Canal (1983-1984)
Protagonizado por: Herman José, Helena Isabel e Margarida Carpinteiro

Foi o grande despoletar da fama de Herman José, tornando-se no primeiro programa de um conjunto de programas que Herman José teve, nas décadas de 80 e 90. Pode ser discutível, mas “O Tal Canal” é, ainda hoje, o melhor programa de comédia da televisão portuguesa. Com alguma inspiração no humor britânico, o toque de Herman José é por demais evidente, preocupando-se fundamentalmente em ter um programa original e, acima de tudo, polémico. A Herman José juntaram-se Tozé Brito, António Pinho e António Tavares Teles na equipa de escrita d’”O Tal Canal”.

Foi transmitido pela RTP e o risco tornou-se evidente logo no primeiro episódio, que se tornou num dos melhores da temporada. Curiosamente – e apesar do sucesso – foi apenas produzida uma temporada, composta por 12 episódios, que foram transmitidos entre Outubro de 1983 e Janeiro de 1984. O programa, ainda hoje, mantém um legado obrigatório para vários humoristas portugueses, contendo diversas personagens que se tornaram frequentes no repertório de Herman José e nos seus programas ao longo das décadas de 80 e 90. Tony Silva, Nelito, José Esteves, Filipa Vacondeus e a própria personagem de Marilu, que se tornou mítica na telenovela ficcional, ‘O Diário de Marilu’. O Tal Canal era um canal televisivo fictício com Oliveira Casca, interpretado por Herman José, como director-geral. De relevar, o trabalho de Herman neste personagem, conseguindo interpretar um director palerma e, muitas vezes, estúpido que pode até ser visto como uma crítica à direcção televisiva (mas esta é apenas uma interpretação minha). Para além dos excelentes e muito humorísticos sketches, a série era composta por vários segmentos, muitos deles tornaram-se célebres e fomentaram ainda mais a fama de Herman José, como um dos mais revolucionários e originais comediantes de todos os tempos, pelo menos, em Portugal.

Apesar de eu ter nascido após a estreia do programa, “O Tal Canal” conseguiu conquistar-me pela sua originalidade, genialidade e qualidade. Foram feitas várias reposições do programa na RTP1 e RTP2, ao longo dos anos, e mais recentemente na RTP Memória. É um programa obrigatório da televisão portuguesa, mas pouco reconhecido pelas pessoas com menos de 40 anos. Herman José e a sua equipa conseguiram juntar um excelente argumento a um conjunto de actores, que com o passar dos anos se desligou da comédia, mas que se demarcou pela sua presença no melhor programa de comédia português. O facto desta série ser a primeira a fazer parte da nossa lista de Essenciais da TV, numa secção que quer ser nacional e internacional, demonstra a importância e a qualidade d’”O Tal Canal” e do seu legado para a história do entretenimento português. Apesar da televisão portuguesa não estar cheia de programas de qualidade, Herman José e os seus programas conseguem ser das poucas excepções à regra.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados