Fnac reforça oferta de ebooks com 3 milhões de novas referências

por Comunidade Cultura e Arte,    29 Outubro, 2018
Fnac reforça oferta de ebooks com 3 milhões de novas referências
PUB

Falta de tempo e disponibilidade para colocar a leitura em dia? A Fnac dá uma ajuda. Com a missão de estimular o prazer da leitura nos mais diferentes segmentos da população portuguesa, a Fnac reforçou a sua oferta de ebooks com cerca de 3 milhões de novas referências. Do romance histórico à pedagogia, da ficção à literatura infanto-juvenil, são várias as opções, com especial destaque para os mais de 2 milhões de e-books em língua inglesa.

O aumento da gama de ebooks vem complementar aquela que é uma das grandes apostas da Fnac para os próximos anos, a sua livraria online. Rápida, intuitiva e de fácil acesso, a livraria digital é uma tendência crescente ao nível europeu, a venda de ebooks já representa 10% do total da faturação do mercado dos livros na Europa.

Um dos grandes objectivos da Fnac para este ano é incentivar os portugueses a adquirir hábitos de leitura, mostrando que é possível ter tempo para ler no seu dia-a-dia. A aposta na diversificação e no aumento do número de referências de ebooks procura ir ao encontro do crescente interesse dos leitores de ler de forma mais prática e acessível”, sublinha Inês Condeço, diretora de comunicação da FNAC.

No que diz respeito às vendas dos livros digitais na Fnac, as categorias de romance e ficção assumem as preferências dos leitores, sendo a obra “O desaparecimento de Stephanie Mailer”, de Joël Dicker, o ebook mais  vendido em 2018, seguido pela “Casa de espiões”, de Daniel Silva, e o “The Subtle Art of Not Giving a F*ck”, de Mark Manson.

A par da expansão da livraria online, a Fnac complementa ainda a sua oferta para os leitores de ebooks com o novo modelo Kobo HD. Trata-se de um dispositivo de leitura de ebooks de última geração com um ecrã de 8” e 8 GB de memória.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados