Historiadora, e cronista do jornal Público, Maria de Fátima Bonifácio vai lançar livro de ensaios sobre grandes questões da actualidade

por Comunidade Cultura e Arte,    24 Julho, 2019
Historiadora, e cronista do jornal Público, Maria de Fátima Bonifácio vai lançar livro de ensaios sobre grandes questões da actualidade
Maria de Fátima Bonifácio / Fotografia de Nuno Ferreira Santos – Público

A Dom Quixote edita na próxima terça-feira, 30 de julho, o livro “Fora da Circunstância”, um conjunto de ensaios sobre as grandes questões da actualidade da autoria da historiadora, e cronista do jornal Público, Maria de Fátima Bonifácio.

“Reúno neste livro alguns ensaios inéditos bem como uma série de textos, alguns ensaísticos e outros meros artigos de jornal, que escrevi desde 1990 até ao presente. São hoje, com três ou quatro possíveis excepções, textos fora da circunstância em que na altura os escrevi, ou porque pretendia intervir sobre a actualidade, ou porque me surgiram num dado momento da minha evolução intelectual. Por isso mesmo, entendi que esta pequena amostra do que fui escrevendo ao longo dos anos – à margem do meu trabalho profissional, claro – talvez pudesse ainda atrair a atenção dos que não desistiram de sondar o mundo, detectar os seus descaminhos ou decifrar os seus paradoxos. Tendo tido de me entregar à enfadonha tarefa de me reler, noto que nem um só texto optimista escrevi. Mas a verdade é que não enxergo no mundo actual nenhum motivo válido para me animar. E, sobretudo, causa‑me enorme desconforto sentir que me faltam as palavras – as ferramentas conceptuais – para analisar as tremendas mutações que se estão operando sob os nossos olhos, para me orientar neste torvelinho desconcertante que não nos dá descanso, porque nos encerra dentro da opacidade, dentro da nova caverna de Platão. Hoje em dia, o mundo gira mais depressa do que o nosso pensamento. É difícil viver na permanente incerteza. Este livro, apesar do seu estilo algo dogmático, não passa de um amontoado de perguntas para que não tenho resposta.”

Capa do livro

Ensaios sobre o populismo, o federalismo europeu, a Direita em Portugal, o futuro do capitalismo, o Maio de 68, as relações Portugal-Angola, a fragilidade da democracia capitalista, o fim dos partidos e outros temas fracturantes compõem esta colectânea de 32 crónicas.

Maria de Fátima Bonifácio (n. 1948) doutorou-se (1990) e agregou-se (1997) em História Contemporânea de Portugal na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde foi docente de 1980 a 2006, e reformou-se em 2012 como investigadora-coordenadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Colaboradora em diversos órgãos de comunicação social, como por exemplo o jornal Público e o Observador, é autora de várias obras, entre as quais A Monarquia Constitucional, 1807-1910 (2010), Memórias do Duque de Palmela (2011), Um Homem Singular (2013) e António Barreto – Política e Pensamento. Todos editados pela Dom Quixote.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados