“Os Horríveis”: a colecção de livros que educou uma geração

por José Malta,    3 Setembro, 2022
“Os Horríveis”: a colecção de livros que educou uma geração
DR
PUB

Quem viveu a sua infância e juventude durante o final da década de 90, início dos anos 2000, certamente se recorda da célebre colecção “Os Horríveis” (originalmente conhecida por Horrible Histories, no Reino Unido) que em Portugal foi publicada durante vários anos pelas Publicações Europa-América. Mais do que livros didáticos, com uma escrita simples fácil de ser concebida e interpretada pelo público juvenil, estes eram livros que conseguiam expor qualquer conteúdo de um modo leve com humor, ironia, e uma especial interacção com o jovem leitor deixando-o completamente viciado pela leitura. A colecção encontrava-se divida em quatro grandes grupos: Ciência Horrível, Cultura Horrível, História Horrível, Geografia Horrível, e ainda uma secção dos Finados Famosos relacionada com personalidades que deixaram uma grande marca na história da humanidade.

Para os miúdos que não gostavam de ler, ou que tinham dificuldades em encontrar uma série juvenil de que gostassem, Os Horríveis foram sem dúvida a colecção que começou por fazer com que muitos ganhassem um certo apreço pela leitura, ao mesmo tempo que educava, ensinava e estimulava a curiosidade. A colecção fez com que os mais novos aprendessem diversos conteúdos sobre história, ciência e até mesmo sobre tecnologia, abrindo também espaço para o aumento da cultura e do conhecimento nas suas vidas. Os desenhos simples que surgiam ao estilo de banda desenhada, sempre acompanhados de textos mais técnicos, mas bastante simplificados, abriram as portas do conhecimento de todos aqueles que lidavam com um sistema educativo que já na altura não conseguia ensinar tudo nem responder a todas as questões. Os Horríveis conseguiam assim reinventar a didática de uma forma ligeira e divertida, marcando toda uma geração.

O título “Horrível” por si só, e de uma forma irónica, captava logo a atenção dos mais novos pelos melhores motivos. Até porque boa parte dos livros tinham um título repulsivo e aterrador mas que ao mesmo tempo era altamente atractivo. Exemplos como: A Terrível Primeira (e Segunda) Guerra, Matemáticas Assassinas, Evolui ou Morre, Monstros Microscópicos, Digestão Nojenta, Química Explosiva, Uma Galáxia Marada, Apanhados do Clima, são algumas das obras desta colecção, todas elas com enorme sucesso e reconhecimento a nível mundial, vendendo milhões de exemplares em todo o mundo. Embora a colecção tenha sido iniciada por Terry Deary, e focada inicialmente só na componente histórica, esta contou com diferentes autores, especialistas em diferentes temas consoante a sua área de formação e também com diferentes ilustradores que embelezavam os livros, o que acabaria também por encantar o público alvo.

A colecção deu ainda origem a uma série produzida pela Children’s BBC (CBBC), baseada nas histórias horríveis contadas em alguns dos livros desta coleção. A colecção produziu ainda brinquedos didáticos, revistas, um filme, um vídeo jogo e ainda um concurso de televisão para os mais novos. Boa parte destes conteúdos ficaram apenas pelo Reino Unido, onde toda esta aventura teria inicialmente começado, mas é certo que conseguiram inspirar e servir de modelo noutras colecções de livros e até noutros programas didáticos que vieram, entretanto, a surgir.

Os Horríveis foram assim uma colecção de livros que teve um sucesso tremendo e que educou toda uma geração. Embora já esteja descontinuada e os livros já não tenham o mesmo destaque que tinham nas prateleiras das livrarias, estes ainda conseguem ser encontrados em diversos sites e lojas on-line. O seu conteúdo permanece actual pois ainda consegue suscitar o interesse dos mais novos pelos temas retratados. E consegue também colocar um sorriso na cara dos mais velhos que, ao folhearem estes livros, se recordam de como a sua infância e juventude foi mais bela, graças a esta magnífica colecção.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.