Haruki Murakami faz sessão na rádio com bossa nova para relaxar na pandemia

por Comunidade Cultura e Arte,    16 Fevereiro, 2021
Haruki Murakami faz sessão na rádio com bossa nova para relaxar na pandemia
DR
PUB

O escritor japonês Haruki Murakami encontrou uma forma diferente de lidar com a pandemia: a bossa nova. “Como estes são tempos de ansiedade, espero que consigam descontrair, nem que seja só por um instante ouvindo as músicas que escolhi”, disse o romancista ao apresentar, no dia 14 de fevereiro, o evento musical, “Murakami Jam — Blame it on the Bossa Nova,” na Tokyo FM, no qual, durante duas horas, além da música e da conversa, leu o conto “1963/1982 – A Rapariga de Ipanema”, em que relata o encontro imaginário com a protagonista da conhecida canção brasileira, acompanhado à guitarra por Kaori Muraji.

O evento, a que assistiram ao vivo 100 fãs, escolhidos através de sorteio, está disponível até 24 de Fevereiro, com legendas em inglês, a partir de quarta-feira, 17 de Fevereiro, aqui. O bilhete custa 4000 mil iens (cerca de 30 euros). A sessão, organizada no âmbito do programa “Murakami Radio”, que o escritor de 72 anos faz há algum tempo na Tokyo FM, contou ainda com a artista de bossa nova, Ono Lisa, os pianistas de jazz, Junko Onishi, Yosuke Yamashita e a cantora Miu Sakamoto. 

O autor de “Kafka À Beira Mar”, “A Morte do Comendador” e “1Q84” admitiu durante a emissão que, mesmo em tempos de pandemia, tenta manter a mesma rotina, escrevendo e correndo todos os dias, mas confessou que teme a discriminação dos doentes com o Covid-19 e reconheceu que considera que o ritmo da bossa nova tem um efeito curativo: “Penso sinceramente que a boa música ajuda a curar e aumenta a bondade latente em cada ser humano.” Constantemente referido com um possível vencedor do Nobel da Literatura, conhecido pela sua reclusão e poucas aparições em público, Murakami faz de DJ de dois em dois meses, no programa “Murakami Radio”, passando as músicas que ouve e recomenda:. “Há quem duvide até da minha existência e pense que sou uma figura imaginária”, brincou, durante a emissão, falando depois do seu conhecido amor à música.

“A Menina dos Anos” é o mais recente título de Haruki Murakami editado em Portugal pela Casa das Letras que publicou toda a obra deste autor de culto, lido por todas as gerações e procurado com especial curiosidade pelos jovens leitores, encontrando-se traduzido em mais de 50 línguas. Sendo um dos escritores japoneses contemporâneos mais divulgado em todo o mundo, foi também aplaudido pela crítica, que, de acordo com o jornal britânico Guardian, o considera um dos “grandes romancistas vivos”. Murakami recebeu vários honoris causa pelas universidades do Havai, Liège e Princeton em reconhecimento da sua obra, recompensada através da atribuição de importantes galardões internacionais, com destaque para os prémios Franz Kafka, Jerusalém e Hans Christian Andersen.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados