“Wild 2020”. A nova revista de rewilding em Portugal

por Rewilding Portugal,    11 Julho, 2021
“Wild 2020”. A nova revista de rewilding em Portugal
Créditos: Juan Carlos Muñoz / Rewilding Portugal

A Rewilding Portugal lançou este mês o seu relatório anual, e pela primeira vez em formato de revista, onde apresenta o progresso feito durante 2020, incluindo ações de conservação para o lobo-ibérico, a produção de um novo documentário e o estabelecimento de várias parcerias para reforçar o movimento rewilding em Portugal.

Um ano de adaptação e resiliência

O novo relatório anual da Rewilding Portugal, relativo ao ano de 2020, já está disponível online e para reserva em suporte físico. Este relatório anual traz grandes novidades para melhorar a experiência dos interessados em saber mais sobre a associação e a abordagem rewilding à conservação de natureza, assim como o trabalho que está a ser realizado em campo, num conceito mais gráfico que aumenta a proximidade entre a organização e o público.

Este ano, a Rewilding Portugal lança a revista Wild 2020 para dar a conhecer tudo o que de importante se passou no ano passado. Numa altura em que o planeta enfrenta as ameaças gêmeas das alterações climáticas e perda de biodiversidade, é cada vez mais importante apresentar e celebrar histórias de sucesso e resultados concretos de ações de conservação da natureza.

A área rewilding do Grande Vale do Côa é uma região impressionante e rica em biodiversidade e está agora a ser palco de um processo de renaturalização fundamental através do trabalho da Rewilding Portugal e dos seus parceiros, para tornar esta região e Portugal um lugar mais selvagem. A organização celebrou este ano dois anos de existência e 2020 foi um ano de aprendizagem e adaptação. A pandemia da Covid-19 trouxe limitações e desafios, mas também novas oportunidades.

Pedro Prata, líder de equipa da Rewilding Portugal, olha para 2020 como “Um ano que vai ficar marcado na história. Um ano incontornável pelo efeito que a pandemia teve nas dinâmicas sociais, alteração de hábitos culturais e o impacto que teve no nosso trabalho”. A Rewilding Portugal teve de se adaptar a esta nova realidade e moldar a sua ação no terreno aos novos constrangimentos, mas olhando para eles como uma nova oportunidade para fazer uma diferença positiva no terreno. “A Rewilding Portugal teve de adaptar a sua atuação de modo a que não se perdesse o momentum que trazíamos de 2019, quando a organização foi estabelecida. A redução da atividade humana à escala global foi imediatamente percetível como tendo um impacto positivo nas dinâmicas dos ecossistemas e nas populações de vida selvagem. Isso veio realçar o facto de que grande parte do trabalho de conservação da natureza é um trabalho profundamente social”, refere Pedro Prata.

O balanço é ainda assim muito positivo, conforme confirma Pedro Prata. “Foi um ano de desenvolvimento exponencial e de concretizações que beneficiaram as pessoas e a natureza, cada vez mais selvagem”.

Créditos: Rewilding Portugal

Os principais marcos de 2020

Um dos grandes objetivos da Rewilding Portugal em 2020 foi criar ligações com as comunidades locais e dar a conhecer o nosso trabalho e os projetos a decorrer no terreno. É fundamental envolver as pessoas, principalmente nos meios mais pequenos onde o sentido de comunidade é ainda mais forte e preponderante.

Por isso mesmo, várias das ações da Rewilding Portugal integraram as pessoas envolventes e tornaram-nas parte dos projetos, criando este sentimento de missão comum por um Portugal mais selvagem. Um dos grandes exemplos foi a criação de uma rede de empresas baseadas na natureza promovida pela Rewilding Portugal – a Rede Côa Selvagem – que pretende ser uma nova forma de explorar e descobrir o que o Grande Vale do Côa tem para oferecer e que une vários negócios da região numa visão comum de um futuro mais selvagem e sustentável. Um movimento conjunto de operadores turísticos que já está no terreno a trabalhar a uma só voz e a dar vida a objetivos comuns entre todos.

Créditos: Dream Overland (José Almeida)

Olhou-se ainda para as comunidades locais como essenciais para melhorar a coexistência com os grandes predadores, nomeadamente o lobo-ibérico. Para tal, existiram várias ações de campo com esse objetivo: sessões informativas junto das comunidades; a criação de um documentário que explicasse de forma prática e acessível o trabalho realizado pela Rewilding Portugal no terreno e a sua importância para a biodiversidade e para as paisagens e ecossistemas em Portugal; a criação de uma patrulha de campo da organização que já está operacional e percorre a área do projeto à procura de armadilhas ilegais ou indícios de incêndio e assim reduzir as várias ameaças que existem à vida selvagem; a integração de cães de proteção de gado e a instalação de vedações eficazes e à prova de lobo, com o objetivo de proteger as manadas e rebanhos da predação do lobo-ibérico e assim melhorar a compreensão relativamente a esta espécie fundamental; a capacitação de uma equipa veterinária com o auxílio do Grupo Lobo para que esta possa acompanhar devidamente os cães de gado e entender as suas especificidades etc.

Foi um ano de muito trabalho no terreno, junto das pessoas, e que foi recompensado com o envolvimento de todos neste objetivo comum de tornar Portugal um país mais selvagem e rico em biodiversidade e ecossistemas completos e funcionais.

Créditos: Rewilding Portugal

Onde ler ou encomendar a Wild 2020

A revista Wild 2020 já está disponível gratuitamente para leitura online e também para encomenda em suporte físico. Os interessados em ler em formato digital podem já consultá-la aqui diretamente:

Wild 2020 – relatório anual

Para os interessados em ter a versão impressa deste relatório anual e ao mesmo tempo apoiar as ações de conservação de natureza em Portugal, tal também já é possível através do preenchimento deste formulário online. A revista Wild 2020 tem um custo de 6 euros (mais IVA) e pode ser enviada para qualquer canto do mundo, acrescendo o preço dos portes de envio conforme o local de destino. Depois de preencher o formulário vai receber todos os procedimentos seguintes por email e receber a revista em casa. Pode assim ter um contacto ainda mais direto e personalizado com a Rewilding Portugal e apoiar as o movimento de rewilding em Portugal.

Se quiser apoiar o trabalho da Rewilding Portugal de uma forma mais frequente, é possível apoiar a organização através do Patreon com uma pequena contribuição mensal, tendo direito a conteúdos exclusivos sobre o trabalho da organização. A subscrição pode ser cancelada a qualquer altura. Para subscrever o Patreon da Rewilding Portugal basta aceder a este link: www.patreon.com/rewildingportugal .

Créditos: Rewilding Portugal
Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados