“A Noite dos Reis”, de Philippe Lacôte, estreia nos cinemas e discute-se a representatividade e a diversidade no cinema e nas artes em Portugal

por Comunidade Cultura e Arte,    27 Julho, 2021
“A Noite dos Reis”, de Philippe Lacôte, estreia nos cinemas e discute-se a representatividade e a diversidade no cinema e nas artes em Portugal
“A Noite dos Reis”, novo filme do realizador Philippe Lacôte
PUB

Por ocasião da estreia nos cinemas do filme “A Noite dos Reis” de Philippe Lacôte, a revista online BANTUMEN e a distribuidora de cinema Alambique organizam uma conversa sobre a representatividade e a diversidade no cinema e nas artes em Portugal. A conversa, transmitida em directo este domingo, 1 de Agosto, às 16 horas, nas plataformas da BANTUMEN (FacebookInstagramYoutubeTwitter e Twitch),conta com a participação do activista e representante da SOS Racismo Mamadou Ba, da performer e activista Melissa Rodrigues e do actor Mauro Hermínio, com moderação da jornalista Marisa Rodrigues da BANTUMEN. 

Sobre os convidados

Mamadou Ba é activista político antirracista e dirigente da associação SOS Racismo. Nasceu e cresceu no Senegal e visitava frequentemente a Guiné-Bissau, onde tinha família e interessou-se pelo português. Licenciou-se em Língua e Cultura Portuguesa pela Universidade Cheikh Anta Diop, em Dacar, e, em 1997, mudou-se para Portugal, onde frequentou um mestrado na mesma área, com uma bolsa do Instituto Camões. É membro fundador de associações antirracistas e de afrodescendentes, nomeadamente, a Associação Luso-Senegalesa, a Rede Anti-Racista de Portugal, a Diáspora Afrique e a Aliança das Pessoas Africanas e de Ascendência Africana na Europa, e integra outras, como a SOS Racismo, de que é dirigente, e a Coordenação da Plataforma Afrodescendentes de Portugal.

“A Noite dos Reis”, novo filme do realizador Philippe Lacôte

Melissa Rodrigues tem uma Pós-graduação em Performance (Curso de Especialização) pela Faculdade de Belas Artes – UP e licenciada em Antropologia pela FCSH – UNL. Formação em Artes Performativas e Formação Intensiva Acompanhada (F.I.A.) pelo c.e.m. centro em movimento, Lisboa.
 Interessada em educação não-formal e artística, trabalhou em projetos de Arte na Comunidade e Educação Pela Arte, como através da Associação MOVEA, em escolas públicas no concelho da Amadora. Actualmente vive no Porto onde é educadora no Serviço Educativo do Museu de Arte Contemporânea de Serralves. Colabora com A Oficina – Educação e Mediação Cultural – em Guimarães e coordena o projeto pedagógico do ESPAÇO SP620 – Salut Au Monde!. – no Porto.

Mauro Hermínio nasceu em Portugal, e tem origens moçambicanas. Actor e produtor de filmes como “Bué Sabi” (2013), “Mutant Blast” (2018) e “Pilot Season (2020)”. No pequeno écran, participou nas telenovelas portuguesas “A Única Mulher”, da TVI, e “Vidas Opostas”, da SIC. Os primeiros passos como actor foram dados na Escola de Actores Impetus, Lisboa, entretanto, passou pela Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa para estudar artes performativas e, finalmente, ingressou na Escola Superior de Teatro e Cinema, também na capital.

“A Noite dos Reis”, novo filme do realizador Philippe Lacôte

Sobre a BANTUMEN

A BANTUMEN é uma revista online que procura refletir a atualidade da cultura urbana da lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora. O projecto editorial espelha a diversidade de visões e sensibilidades das populações afrodescendentes falantes do português, dando assim voz a uma camada nova de talento e savoir-faire que ainda vive à margem do reconhecimento.

Sobre o filme “A Noite dos Reis”

“A Noite dos Reis”, novo filme do realizador Philippe Lacôte, voz emergente do cinema africano actual, é uma experiência imersiva na MACA, a maior prisão de Costa de Marfim, numa noite de lua vermelha. O filme, entre mitos e rituais, procura reflectir no passado pré-colonial da Costa do Marfim e na situação actual do país. “A Noite dos Reis” foi apresentado em vários festivais internacionais como Sundance, Veneza, Toronto, e Roterdão e foi escolhido para fazer parte do Top 5 dos Melhores Filmes de Língua Estrangeira do National Board of Review. Estreia nas salas de cinema nacionais a 5 de Agosto.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados