Martin Scorsese: “Os filmes da Marvel não são cinema, não são experiências psicológicas e emocionais”

por Comunidade Cultura e Arte,    14 Outubro, 2019
Martin Scorsese: “Os filmes da Marvel não são cinema, não são experiências psicológicas e emocionais”
Martin Scorsese
PUB

O premiado e consagrado realizador Martin Scorsese não pretende mudar a sua opinião no que toca aos filmes da Marvel e no Festival de Cinema de Londres o cineasta voltou a atacar os filmes de super-heróis.

“Ao longo dos últimos 20 anos, muitas coisas mudaram no cinema. Essas mudanças ocorreram a todos os níveis, desde a maneira como os filmes são feitos ou até na forma como são vistos e discutidos” (…) “bons filmes de verdadeiros cineastas não são feitos para serem cotados, consumidos ou compreendidos instantaneamente” escreveu Scorsese, em 2017, num artigo de opinião ao The Hollywood Reporter.

Para além de repetir a crítica de que o que a Marvel faz “não é cinema”, Scorsese foi ainda mais longe e disse que quer ver os filmes da Marvel longe das telas dos cinemas. Para o cineasta, a experiência que os filmes da Marvel proporcionam assemelha-se à experiência num parque de diversões.

O valor de um filme (de super-heróis) é como um parque de diversões (…) os cinemas transformam-se em parques de diversões, é uma experiência diferente. Como disse antes, não é cinema, é outra coisa (…) e não deveríamos ser invadidos por isso. É um grande problema e nós precisamos que os donos dos cinemas se juntem e exibam filmes que são narrativas”, disse Scorsese no Festival de Cinema de Londres, que ainda foi mais longe dizendo que tentou ver os filmes da Marvel mas que não conseguiu: “Eu não os vejo. Mas tentei. Isso não é cinema (…) por mais que sejam bem feitos, com os actores a fazerem o melhor que podem sob essas circunstâncias (…) mas isso não é o cinema de seres humanos a tentarem passar experiências psicológicas e emocionais para outro ser humano”, disse o cineasta.

De momento o realizador anda a promover o seu novo filme “O Irlandês”, que estreia em Portugal em exclusivo na Netflix a 27 de Novembro.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados