Hoje à noite n’O Sótão. Na suavidade tropical dos Okvsho

por Francisco Espregueira,    24 Setembro, 2021
Hoje à noite n’O Sótão. Na suavidade tropical dos Okvsho
Capa do disco
PUB

Há poucos anos, os irmãos Okvsho prometiam ser aquilo que já são hoje. A transição das produções feitas no quarto, baseadas em samples e loops bem escolhidos, para composições criadas por inteiro em estúdio aconteceu naturalmente. Sem esforço, reflectindo as sonoridades que propõem, os Okvsho têm elevado paulatinamente o nível dos trabalhos apresentados. Crescendo com percussões de influência brasileira, sons típicos das Balcãs e com os movimentos contemporâneos vindos de vários cantos do mundo, lançaram o promissor Traphouse Jazz EP em 2018, demonstrando apetência para uma mistura de ritmos tropicais, ideais de pista de dança e música jazz. Seguiu-se um álbum de estreia, Kamala’s Danz, editado no ano passado através da Boyoom Connective, que aprofunda essas divagações e os afirma como um dos mais interessantes novos grupos em solo europeu, tendo integrado um sem-número de compilações em Spotify’s e afins. Com o Verão de 2021 para trás, Orange Wine EP é um novo projecto que chega no momento certo.

Lançado pela editora francesa Hip Dozer, o dueto baseado em Zurique mistura na perfeição o uso de elementos electrónicos e orgânicos, deixando que a suavidade dos seus sons nos entre pela janela dentro. Orange Wine celebra a simplicidade e complexidade dos processos naturais e a harmonia com o ecossistema envolvente, com sete faixas que transmitem momentos de consciência e à vontade. Expande também os horizontes musicais dos Okvsho, que incorporam elementos funky e texturas ainda mais exóticas. Tudo com uma real presença de instrumentos ao vivo e (intencionais) grooves de pista de dança. Lançado esta sexta-feira, Orange Wine é indicado tanto para o dia como para a noite, tanto para momentos urbanos como para calmarias distantes. A edição em vinil estará disponível em breve.

E ainda…

Os Jazzbois voltam à casa de partida para nos apresentar o sucessor do aclamado Jazzbois Goes Blunt. Lançado pela Blunt Shelter Records na passada sexta feira, Jazzbois Goes Blunt II traz algumas das melhores composições que o grupo húngaro tem criado nos últimos meses. 11 faixas que nos fazem levitar das rotinas diárias. Disponível via Bandcamp.

O Sotão é uma webmagazine focada no mais alto quilate da música lançada por artistas e editoras independentes. Junto com a Comunidade Cultura e Arte contribui semanalmente com a rubrica Hoje à noite n’O Sótão, onde apresenta um novo projecto de música independente; e mensalmente com Álbuns com Pó.

Gostas do trabalho da Comunidade Cultura e Arte?

Podes apoiar a partir de 1€ por mês.

Artigos Relacionados